domingo, 11 de julho de 2010

Um discurso

A aprovação no curso de TI já passara, faltava a formatura e com alegria aceitei o convite para ser o orador. Tive receio diante de um auditório lotado,mas aqui publico o texto de uma vitória com a qual espero abrir portas para outros deficientes que queiram lutar.

cronica form DISCURSO

“18 meses, LV, PHP, BD, SI. Envoltos em tempo e siglas, às vezes não percebemos alguns detalhes que vão além.

Por exemplo, não percebemos que para a maioria dos que hoje finaliza um ciclo houve dificuldades impostas pelo tempo e, porque não, também pela falta de tempo.

Sair de um trabalho de uma noite inteira, chegar no horário, sorrir e assumir que está desenvolvendo novas habilidades diante de tal barreira é puro estímulo.

Isso é vitória diária que não percebemos e por falar em percepções...

Não percebemos os olhares daqueles que tiveram o receio da reprovação.

Aqui se abre espaço para concretizar que o maior receio era o da reprovação pessoal. “Nadar e morrer na praia”? Não! Isso é o inconcebível.

Não percebemos que também havia medo.

Não percebemos que havia cumplicidade.

Não percebemos muito, mas hoje, celebramos juntos.

O que significa que afirmar que não percebemos agora seja errôneo.

Talvez, apenas tenhamos demorado em notar que o tempo passou e que cada um pôde vivenciar dias diferentes, problemas diferentes em soluções iguais que não fogem da palavra PERSEVERANÇA.

E somente os vitoriosos perseveram, lutam e também são teimosos ao extremo.

Cada um, quando decidiu estudar, aperfeiçoar ou simplesmente ter conhecimentos a mais, também projetou algo para o depois- o pós-curso.

Certamente pode-se dizer que muitos planos mudaram no decorrer dos dias e no avanço do conhecimento e não percebemos que nos tornamos mais maduros, flexíveis e conscientes que, independentemente de idades, nos tornamos mais humanos em um universo de máquinas.

“Ninguém nasce sabendo”!

Muitos aqui presentes já devem ter ouvido isso de seus pais ou dito isto, exatamente, por serem pais.

Hoje, noite de celebração, pode-se afirmar e modificar esta máxima e dizer para os que desistiram ou foram obrigados a desistir e para vocês, vitoriosos do curso de Técnico em Informática, que, já que ninguém nasce sabendo e nestes três semestres muito aprendemos, peço permissão a Drummond que afirmou que “o tempo não passa” e que cada dia é um “nascer toda hora” para dizer:

_O conhecimento é um tesouro, sendo assim, estou diante de milionários.

No entanto, para finalizar, repito para todos o que foi dito por um marido em apoio a sua esposa que hoje está aqui conosco: Valorize seu curso!

Parabéns a todos e continuem. Não parem por aqui!”

Até a próxima!

Angelo Márcio.

4 comentários:

Vera (Deficiente Ciente) disse...

Belíssimo discurso, Angelo! Reflexivo e incentivador.
Então você foi convidado para ser o orador?! Eles não podiam ter escolhido pessoa melhor.
Peter M. Senge, um escritor, diz que: "Um desempenho superior depende de um aprendizado superior." Continue investindo em você, meu amigo.

Abraços!

Angelo Márcio disse...

Muito obrigado, Vera. Como é bom ter você por aqui!
É... Já haviam feito o convite antes da gripe maluca e eu também fazia parte da comissão de formatura, ou seja, qualquer brecha que dessem eu estava a postos, pois, nestes 18 meses só encontrei um deficiente na escola e mesmo assim desistiu. Espero que agora volte.
Em reposta a seu grato incentivo, digo-lhe que Sociologia ou Filosofia estão na mira. rss
Grande abraço.

Eduardo Jorge disse...

Ângelo, sociologia, filosofia ou o que quer que seja que vás enfrentar, sairás vencedor sempre.

Tua perseverança e força de vontade levam-te onde desejares. És muito forte e inteligente.

Eu não sei se tenho essa força e potencial...

Fica bem e boa sorte

Angelo Márcio disse...

Seu incentivo, Eduardo, fortalece e realmente faz com que eu queira ir mais adiante.
Tenho certeza que você é pessoa muito forte e de grande sabedoria. Continue assim.
Grande abraço.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...