sexta-feira, 9 de abril de 2010

Dia de paz

cronica deficiente paz Ainda era manhã quando adentramos por uma vereda ladeada por cerrado, capim, árvores e alguns animais para sustento da família. Um pouco mais adiante a casa pôde ser vista.

Ali seria meu refúgio por algum tempo.

Então me vi deitado em uma rede presa às vigotas do teto por cordas cuidadosamente amarradas. Senti-me bem!

Poderia até contar as telhas daquela varanda, mas este não era o objetivo e nem por hora seria. O vento fazia das folhas de palmeira bailarinas num dançar que de diverso parecia uniforme e belo. E também tinha música! Isso! Havia música para ouvidos atentos e, por que não, também para os desatentos.

Os trovões rompiam o silêncio proposto como o rufar de tambores em clássica música. Por fim veio a chuva e até os pássaros silenciaram diante de ópera tão perfeita.

Eu não queria estar em outro lugar!

É incrível o quanto nossos sentidos ficam aguçados quando estamos em paz e, erroneamente, buscamos, por vezes, a turbulência do conflito e seus ferimentos mútuos.

E durante esta sinfonia já anunciada, por mais louca que possa parecer ser minha decisão, confesso que quis ouvir músicas que eu já havia separado em um dispositivo eletrônico.

Mas repito quantas vezes for preciso: _ Eu estava em paz!

E com fones no ouvido, ópera natural e músicas atentamente selecionadas para aquele momento, adormeci.

Dormi como há dias não dormia e acordei bem mais feliz ao som de crianças brincando em um riacho próximo.

Poderia ser melhor?

Até a próxima!

Angelo Márcio.

6 comentários:

Eduardo Jorge disse...

Não poderia ser melhor, Angelo.

Eu já desisti de andar de mp4 e afins. Prefiro também essa música que te ajudou a adormecer.

Se bem-vindo!

Fica bem.

Dudu disse...

Puxa Ângelo! Deve ter sido muito bom msm!

Aproveito tbm e deixo o endereço do meu blog http://blogdodudueamigos.wordpress.com/

Eu sou portador de uma doença metabólica rara, a mucopolissacaridose tipo VI. Por isso mesmo gostaria de convidá-lo a conhecer o Blog do Dudu e Amigos que faço com duas amigas também portadoras da doença. Na nossa página, oferecemos informações e trocamos experiências, mostrando que, com o tratamento adequado, podemos ter uma vida normal e feliz, apesar de algumas restrições.

Se você quiser dar uma passada por lá e dar sua opinião ficarei muito feliz. Se você gostar do blog e quiser incluir na sua lista de links vai ser bom demais. Abração do Dudu.

Angelo Márcio disse...

Olá, Eduardo!

Foi muito bom! A mistura de rede, sons e família foi perfeita.
E é bom estar de volta.

Abraços,
Angelo.

Angelo Márcio disse...

Olá, Dudu!
Seja muito bem-vindo e volte sempre!
Realmente foi um feriado especial e preguiçoso. rsrs
E é de mukta alegria compartilhar com amigos e, principalmente, novos amigos como você.




Você fez uso de uma palavra de grande força: felicidade. E realmente, para nós, que temos algumas retriçoes as coisas são mais difíceis e, talvez por isso, é que tragam tanta alegria.

Grande abraço,

Angelo.

Vera (Deficiente Ciente) disse...

Estava com saudade de você e das suas crônicas, meu amigo!
E pelo jeito já chegou com muita inspiração, não é?(rss) Isso é ótimo!
Adorei seu texto! Fez a melhor escolha ao continuar ouvindo a ópera da natureza.

Abraços e bom retorno!

Angelo Márcio disse...

Oi, Vera!
A saudade também "bateu", minha amiga.
Estes foram dias reais de grande reflexão e libertação da inspiração.
Ah! Ópera perfeita (eu não gostava de ópera por ignorância mesmo... rsrs)
Estou em dias felizes e é bom estar de volta!

Abração!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...